WEBMAIL
Portal da Transparência
 

Esgoto - Por que tratar o Esgoto?

23/05/2018

Esgoto - Por que tratar o Esgoto?

Ao fazermos todas as nossas atividades cotidianas, como tomar um banho ou lavar uma roupa, estamos sujando a água que estava limpa. Essa sujeira é constituída de uma mistura de detritos contendo restos de alimentos, detergentes, urina, fezes e outras excretas. É nesse processo que a água se transforma em esgoto. Cada pessoa, ao consumir em média 200 litros de água por dia, converte cerca de 150 litros em esgoto. Os 50 litros restantes podem voltar à atmosfera através da evaporação ou se infiltrar no solo quando lavamos o quintal ou irrigamos jardins.

Os esgotos são também chamados de resíduos líquidos, pois possuem na sua composição mais de 99% de água. Outros termos são comumente utilizados como sinônimos, entre os quais despejos ou águas residuárias.

Dependendo dos hábitos da população, os resíduos produzidos podem sofrer variações, mas normalmente as características dos esgotos domésticos são bastante uniformes. Em geral, eles possuem um elevado número de bactérias do grupo coliforme. Esses organismos não são patogênicos e habitam normalmente no intestino humano, sendo eliminados no ambiente junto com as fezes.

Portanto a existência de coliformes em um rio indica a presença de esgotos domésticos,e a quantidade de bactérias é proporcional ao número de pessoas que vivem na região que lança seu esgoto nesse rio. Se houver muitos habitantes portadores de doenças contagiosas, os despejos domésticos certamente deverão conter uma grande quantidade de seres patogênicos, juntamente com esses coliformes.

O tratamento de esgoto tem por principal objetivo, a \"limpeza\" da água, retornando-a para o rio de forma como foi retirada, sem sujeiras e detritos. Isso é feito nas E.T.E. - Estação de Tratamento de Esgoto.



Galeria de Fotos

 

<< voltar